Friday, September 27, 2013

Aprendendo línguas através da criação de materiais pelos aprendizes

Aprender línguas apenas usando livros didáticos ou materiais já prontos parecem não ser o suficiente para que nossos alunos fiquem entusiasmados em aprender. De acordo com Marc Prensky, os alunos de hoje querem:

"... criar, usando as ferramentas do seu tempo"
"... trabalhar com seus colegas em grupo e em projetos"
"... se conectar com seus colegas para expressar e compartilhar suas opiniões em sala e ao redor do mundo"

Baseado nesses desejos e tentando dar mais sentindo ao nosso livro didático, pensei em ajudar meus alunos a aprender inglês de uma forma que fosse relevante, divertida, que eles usassem as câmeras de seus celulares, que trabalhassem em duplas ou em grupos e que o resultado de seu projeto não ficasse restrito apenas à sala de aula.

Como o tópico da primeira unidade era "Tudo sobre mim" e os alunos deveriam aprender perguntas pessoais como "Qual é o seu nome?" e  "Como se soletra seu nome?", pensei em tornar esse assunto mais interessante e propus um projeto. Esse projeto consistiu de os alunos entrevistarem estrangeiros que frequentam a nossa universidade. E, para que as entrevistas fossem mais relevantes, achamos melhor incluir mais perguntas sobre de onde eles eram e o que estavam fazendo na nossa universidade.

Para que eles vissem um exemplo de entrevista simples, já que eles estão em língua inglesa 1, eles assistiram a esse vídeo no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=MkXcNZckW28

Fiz um sorteio das duplas e eles criaram as perguntas que iriam fazer. Além disso, eles praticaram a pronúncia e eles tiveram 2 semanas para fazer as entrevistas e enviar seus vídeos para o Matheus Alencar, que se voluntariou para compilar todos os vídeos em um só.

Finalmente, hoje foi o grande dia para assistirmos o resultado do projeto. Para comemorar em grande estilo, levei uns pãezinhos e docinhos para meus alunos saborearem. Eles riram, se divertiram e aprenderam uns com os outros. Eu fiquei orgulhosa e impressionada com o nível de inglês deles porque eles usaram mais inglês do que eu esperava além de terem conhecido vários estrangeiros que frequentam a nossa universidade.

Depois da exibição do vídeo, fizemos uma reflexão sobre o projeto e chegamos à conclusão que esse tipo de atividade pode ser feito em escolas e cursos de línguas também. Os alunos também relataram que gostaram muito de fazer esse projeto. 



Realmente pude constatar que Marc Prensky está correto ao dizer que os alunos de hoje querem muito mais do que apenas aprender usando materiais prontos. Eles mesmos querem produzir conteúdos usando as ferramentas do seu tempo para aprender. 

Você incentiva seus alunos a entrevistarem estrangeiros também?

Até breve!

3 comments:

judson rui said...

Yes, I do love your tip interview foreign is an excellent way to chalenge them!!!

Teresa Almeida d'Eça said...

Hi Cintia and students!
Great work you're doing and becoming well-known over the world! Bravo!!!
I love the interviews and the different nationalities.
Keep up the great work! :-)
Teresa (Lisbon area, Portugal)

Cintia Costa said...

Thanks a million, Judson and Teresa! :-)